quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Não entendi

Pesquisa da Data Folha mostra que 85% da população brasileira prefere que o Código Florestal prioriza a preservação da natureza, mesmo que isso afete a produção agropecuária.
Estranho. São as mesmas pessoas que reclamam quando o feijão está caro, quando o tomate custa mais de R$ 3,00 o quilo, quando o preço da carne fica proibitivo.
Caso o Código aprovado realmente reduza a capacidade de produção agrícola, caberá a produtor simplesmente cobrar mais caro pelo produto dele. E o que será preciso fazer para comer?
É tudo uma questão de lei de mercado.
O ideal não seria equilíbrio?
Os mesmos países que cobram atitudes ambientais do Brasil são os mesmos que não reflorestam e continuam a devastação fora de seus territórios... na África, por exemplo.
Daí a coisa fica ainda mais curiosa. A África tem uma floresta equatorial gigantesca que está sendo devastada. Antes dessa devastação, a floresta da África era maior que o Brasil inteiro. Mas ninguém está incomodado com o desmatamento na África.
Por qual motivo?