sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Debate sobre o cinema de gênero no Brasil

Acredito realmente que um dos grandes entraves para esse cinema de gênero é a dificuldade de criação de um pacto de veracidade da trama com o público. Os norte americanos não têm mais esse problema porque de antemão o público ja considera que o universo do thriller, da ação, da fantasia e da aventura é deles - a praia deles. Passei por isso ao escrever Souvenir Iraquiano e Fronteira, romances de espionagem completamente vividos por personagens brasileiros em tramas das quais realmente participamos. Mesmo assim vi muita gente torcer o nariz pela simples "ousadia" de penetrar nesse feudo anglo-saxonico.
Na dissertação de mestrado "Uma Spy Story brasileira? Leitura de A Última Viagem do Lobo Cinzento", procurei tratar do assunto, afunilando a discussão para o romance de espionagem.
Acredito que bastante coisa que enumerei neste trabalho pode ajudar a levantar a discussão no mesmo tom, mas sobre os gêneros policial, de fantasia, ficção científica, aventura e ação.
Boa leitura!

Clique no link abaixo para entrar na página do Google+ onde está o PDF
https://plus.google.com/113020035325910226823/posts/U7D73yJgKnU