segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Informações e contra informações em Missão Pré-Sal 2025


Missão Pré-Sal 2025
Romance de espionagem de Vivianne Gebber
Editora Record, 2015


O primeiro romance de um autor, em geral, é uma obra que revela uma transição bastante clara. Uma pessoa deixa de ser mera leitora, e se transforma em contadora de histórias. Missão Pré-Sal 2025 é a obra de transição da advogada Vivianne Geber. Militar da Marinha de Guerra do Brasil e fã de Tom Clancy e Frederick Forsyth, entre outros, Vivianne tem uma trajetória muito parecida com a de muitos autores iniciantes ou ainda não publicados. Dividida entre as vidas pessoal, profissional, e o desejo de contar uma história, a militar administrou seu tempo livre e começou a escrever sem saber ao certo onde iria chegar.
Com o original pronto no computador, passou a procurar editoras e agentes literários. Deparou-se com uma agente que - de cara - aprovou seu projeto e comprou a briga. Em pouco tempo, Vivianne deixava ser unicamente leitora e tornou-se autora de um romance de espionagem publicado pela Record.
Missão Pré-Sal 2025 é resultado de trabalho de pesquisa, vivências pessoais na Marinha de Guerra e no Exterior, e - principalmente - do esforço de tecer uma trama, que é o ofício do escritor. No romance, Vivianne conta a história de um oficial da Marinha, Rodolfo Ruppel, enviado para a Inglaterra com uma dupla missão: a oficial, relacionada à aquisição de tecnologia naval dentro de um acordo comercial, e uma missão encoberta.

Ruppel tem que evitar que um projeto secreto de um submarino vá parar em mãos de empresas que possam - de uma tacada só - inutilizar um segredo de um projeto militar inovador completamente brasileiro e, ainda por cima, lucrar rios de dinheiro com isso. Mas onde está esse projeto? Quem fez com que tais esquemas vazassem dos centros de pesquisa da Marinha Brasileira?
Vivianne Geber procura enredar o leitor em um jogo em que informações são reveladas em um momento para - em seguida - serem questionadas. A intenção, como autora de romance de espionagem, é usar a dissimulação para que o leitor se questione acerca da verdade.
O que é realidade nas operações em que Ruppel está envolvido? Seus superiores estão dizendo a verdade? Seu contato na Inglaterra é confiável?

LEIA A RESENHA COMPLETA E ENTREVISTA COM A AUTORA:
http://textosecreto.wix.com/editoratextosecreto#!Informa%C3%A7%C3%B5es-e-contra-informa%C3%A7%C3%B5es-em-Miss%C3%A3o-Pr%C3%A9Sal-2025/cu6k/56d50be00cf20d226f193452